Minha experiência prestando informações e ajudando pessoas que desejavam vir para o Canadá com os projetos Canadá Self-Employed e Vida Que Segue – Canadá me ensinaram muito sobre a experiência de deixar o Brasil e partir em busca de um futuro melhor por aqui. Além das lições trazidas pelas minhas próprias experiências, conheci pessoas nas mais diversas situações. E aprendi muito com elas. Não só no que diz respeito à imigração, mas aprendi muito também sobre o ser humano.

E se alguém vier me perguntar quais são os elementos fundamentais para chegar até aqui com um mínimo de segurança e estabilidade, eu diria que são dois: cuidado e planejamento.

Me parece que está na moda imigrar para o Canadá e que a cada dia mais e mais brasileiros estão dispostos a começar tudo de novo por aqui. E mais e mais brasileiros, aqui e no Brasil, estão farejando oportunidades de negócios com essa tendência. Nunca vi tantos YouTubers falando sobre imigração para o Canadá como agora. Nunca vi tantos anúncios de agências de intercâmbio oferecendo colleges e oportunidades de estudo no Canadá. Nunca vi tantos advogados e consultores de imigração oferecendo seus serviços para brasileiros.

Quanto mais barulho se faz, maior é a chance de mais pessoas escutarem. Isso parece óbvio, mas os principais princípios do marketing estão baseados em obviedades. Sonhos são inventados, construídos e comercializados. E muitas vezes, sem a devida visão crítica, você acredita que algo é bom para você (ou a solução dos seus problemas) só porque muitas pessoas ao seu redor estão dizendo isso. O alarde do Canadá como uma solução viável para que as pessoas recuperem seus sonhos, tão tolhidos pela situação atual do Brasil, e dos intercâmbios e colleges como a melhor porta de entrada para um projeto que leva até a residência permanente no país nunca foi tão ruidoso. Ver uma pessoa sorridente, feliz, dizendo que veio para o Canadá e aqui encontrou paz, tranquilidade, prosperidade e qualidade de vida nunca foi tão atraente. E por isso mesmo, perigoso.

Por isso mesmo, mais do que nunca, é preciso ter cuidado. Porque a famosa frase de Maquiavel está mais viva do que nunca:

“Todos vêem o que você parece ser. Mas poucos vêem o que você realmente é.”

Isso pode se aplicar aos YouTubers que exibem um bom padrão de vida em seus vídeos. Às pessoas que anunciam programas de intercâmbio ou college como uma boa solução para alcançar a residência permanente no Canadá. A quem produz qualquer propaganda afirmando que o Canadá precisa de profissionais brasileiros. A quem realiza palestras mostrando uma terra prometida no Canadá…

… ou em qualquer lugar do mundo onde você possa se refugiar dessa insanidade em crise, sem qualquer perspectiva de melhora, chamada Brasil. Também conhecida como “túmulo de sonhos”.

Há alguns dias, uma moça fez uma série de quatro vídeos criticando o Canadá e dizendo algo como “você não deve vir para cá”. Polêmica, meus queridos! Obteve com isso um ibope bem maior do que talvez já tivesse até então, pois muitos se indignaram. Ela foi alçada ao título de “destruidora de sonhos” da vez (o que, quando eu mantinha o Vida Que Segue, aconteceu comigo também, muito embora eu jamais tenha dito “não venha para o Canadá”). De qualquer modo, essa situação mais uma vez me fez pensar. A relação dos brasileiros com a ideia de imigrar para o Canadá pode ser bipolar em alguns momentos. No discurso das pessoas, ou o país representa a terra prometida, ou representa uma canoa furada.

E não deveria ser assim. Você precisa ver o Canadá como ele realmente é: um país que por enquanto oferece boas perspectivas de vida mas que tem seus problemas e ainda precisa evoluir bastante e melhorar. E que, para o imigrante, tem contra-indicações, desafios e dificuldades a superar.

Sem falar que, a partir do momento em que você está aqui e vive o dia-a-dia, mergulha na realidade e passa a ver os problemas daqui. É o transporte coletivo que precisa melhorar. São as gangues, é o tráfico de drogas. São os aborígenes mendigando na rua para comprar bebidas alcoólicas. É o trânsito caótico das grandes cidades. São os buracos que surgem na sua rua após o inverno e ficam meses sem conserto. É a falta de limpeza de neve após uma nevasca mantendo 40 centímetros na sua porta. Como pagador de impostos, você entende que essa verba pode ser melhor aproveitada.

Tome cuidado, mas muito cuidado, com toda e qualquer expressão que reforce uma palavrinha com a qual se deve tomar muito cuidado: sonho. Porque o SEU sonho é precioso demais para cair na boca de um vendedor que na realidade pouco se importa com você e com o seu futuro. Mas simplesmente pensa no que você pode render financeiramente para ele. Aqui e agora. Muitas vezes ele poderá usar essa palavrinha para garantir uma comissão por vender para você uma temporada no College X. Que, de repente, não vai te ajudar em nada. Afinal de contas, vir fazer um college te garante apenas… fazer o curso. Não te garante um emprego, não te garante a residência permanente. Muitas vezes nem te garante um post-graduate work permit. “Mas me garantiram!” Papo de vendedor mal-intencionado… e assunto para os órgãos canadenses competentes. E talvez para a polícia e para os órgãos de imigração.

É muito importante refletir sobre os próprios sonhos para saber se eles são viáveis ou não. O Canadá é um ótimo país para aqueles que desejam simplesmente uma vida tranquila e digna sem muito dinheiro. Mas para quem deseja uma vida milionária de muito luxo e glamour, talvez haja melhores opções.

Já vi casos de pessoas que vieram fazer college quando poderiam vir para fazer uma pós-graduação, que lhes garantiria uma formação muito mais sólida e atraente a longo prazo e talvez melhores oportunidades para obter a residência permanente. Clique nesses links para ver!

O Canadá tem inúmeras categorias de imigração e talvez você possa se encaixar em alguma delas desde já. O que significa que pode aplicar para a residência permanente diretamente do Brasil. Sem precisar investir as economias da sua vida em tuition fees de college para dar um futuro melhor à sua família. No entanto, quem faz propaganda pelas redes sociais te oferecendo o sonho canadense talvez não vai te dizer isso. Por melhor que seja para você, não será tão favorável para ele. Não renderá aquelas maravilhosas comissões que as instituições de ensino lhes dão…

Mas se você logicamente está pensando em você e na sua família, e no seu bem-estar, o planejamento será o seu melhor instrumento! Com ele você poderá definir desde já qual é o caminho mais fácil e efetivo para chegar onde você deseja e qual profissional poderá lhe ajudar. Isso SE houver realmente a necessidade de ajuda profissional. Então use e abuse de sua cadeira e das facilidades que a internet traz. Comece por este site. Procure ver opiniões das pessoas que estão fazendo o mesmo caminho, inclusive para definir o que NÃO fazer.

De qualquer forma, nunca se esqueça de que há muitas, muitas e muitas opções diante de você e que só você pode definir qual será a melhor escolha! Com cuidado e planejamento, estabeleça suas metas e corra atrás! Tenho certeza de que a possibilidade de acidentes de percurso será menor e que o final da sua jornada poderá ser, sim, uma vida feliz e tranquila aqui no Canadá!

Músico, Doutor em Musicologia e designer de mídia interativa, vivendo em Ottawa desde 2015. Acredito que o sonho canadense não existe, mas sim uma multiplicidade de sonhos diferentes que convergem para o mesmo lugar!