francês no Canadá - De costa a costa

A questão do francês no Canadá é bem controversa devido às leis e políticas francófonas da província do Québec. Não estou aqui agora para discuti-las e acredito que algumas delas podem ser exageradas e até absurdas. Fato é que, por conta dessa interminável questão idiomática e do histórico separatista do Québec, a língua francesa pode angariar alguma antipatia por parte de imigrantes que falam ou desejam falar inglês por aqui.

Mas é importante saber francês em Ottawa. Está certo que a província aqui é Ontario, que não há qualquer lei restringindo o uso do inglês por aqui, que a maioria da população fala inglês… mas o francês está vivo por aqui! São diversos os motivos:

  • O Québec está logo ali! Basta atravessar o rio Ottawa e você está em outra província! Isso pode ser feito até mesmo a pé ou de bicicleta. Na realidade e na prática, as cidades de Ottawa e Gatineau funcionam em muitos aspectos como uma só. Ambas compõem a National Capital Region e o trânsito de pessoas entre elas é intenso. Muitos residentes de Gatineau cruzam as pontes todos os dias para trabalhar em Ottawa e vice-versa. Dessa forma, a possibilidade de você encontrar pela frente um québecois que não fala inglês é bem considerável;
  • A população francófona é bem significativa no leste de Ontario. Os franco-ontarianos são maioria em algumas cidades (Casselman, Hawkesbury) e algumas partes de Ottawa têm uma maior tradição francófona. Aproximadamente 15% da população da cidade tem o francês como língua principal;
  • A Cidade de Ottawa é oficialmente bilíngue. Todos os serviços devem ser prestados em inglês e francês;
  • O governo federal é oficialmente bilíngue. Todos os serviços devem ser prestados em inglês e francês. Portanto, grande parte dos empregos nos órgãos federais exige inglês e francês.

Portanto, saber francês pode representar um importante diferencial na hora de conseguir emprego por aqui! Inclusive naquelas atividades que muitos chamam de “empregos de entrada”. Se, por exemplo, você for trabalhar numa loja, as chances de precisar atender alguém em francês são bem consideráveis. Mesmo que essas pessoas tenham um inglês razoável, elas sempre ficam mais felizes por serem atendidas em sua primeira língua.

Algumas vezes, os francófonos reclamam por não serem atendidos em francês. Sei que às vezes eles podem ir um pouco além do razoável com isso e que nada na província de Ontario obriga a atender um cliente em francês, mas que tal ver essa situação de outra forma e pensar que dominar mais uma língua é uma dádiva?

Entendo que o francês utilizado por aqui pode ser um tanto quanto diferente daquele falado na Europa, a ponto de configurar um dialeto, e que isso torna o aprendizado menos estimulante. Mas, se você quiser realmente ter as melhores oportunidades profissionais por aqui, aprenda francês! Há cursos gratuitos para residentes permanentes, como o CLIC (Cours de langue pour les immigrants au Canada). Esse programa funciona mais ou menos da mesma forma que o LINC, programa de ensino de inglês.

Alors… Parlons un peu de français? 

Até a próxima!

Músico, Doutor em Musicologia e designer de mídia interativa, vivendo em Ottawa desde 2015. Acredito que o sonho canadense não existe, mas sim uma multiplicidade de sonhos diferentes que convergem para o mesmo lugar!