Se você vive com uma renda menor que $22.133 e é solteira ou $44.266 em um família com dois filhos, você pode se considerar pobre.

As pessoas com baixa renda são muitas vezes pessoas solteiras que vivem com ajuda da assistência social e têm dificuldade em se alimentar depois de terem pago o aluguel e a conta da Hydro.

Quando eu procurei no site do Revenu-Québec outro dia, me deparei com a tabela de rendas pessoais em 2015: 70% dos trabalhadores do Quebec ganharam menos de $50.000. Destes, 40% fizeram menos de $25.000. Do outro lado do espectro, 13.894 pessoas relataram renda de mais de $500.000 por ano.

As comunidades de Grenville e Lachute estão no nada invejável topo das cidades canadenses onde estão as pessoas mais pobres. As famílias do Quebec continuam a ter algumas das rendas mais baixas do país. Lachute sofreu muito com o fechamento de empresas ou filiais da região nos últimos cinco anos.

você é rico no canadá?
Pobreza Extrema: Atualmente, o governo estima que pouco mais de 800 mil quebequenses têm uma renda abaixo da linha de pobreza, estimada em  $18.012 por ano para uma única pessoa.

Renda mínima garantida

Podemos falar de uma renda mínima garantida para tirar os mais pobres da pobreza. O governo provincial tem trabalhado neste sentido. Há sempre uma parte da população que é imprópria para o trabalho. Nosso dever é ajudá-los, ponto final. Para outros, aqueles que trabalham, temos que lidar com o problema da renda do emprego. Apesar de ter relativamente bastante emprego, continuamos sendo a penúltima província mais pobre de renda familiar. Os bancos de alimentos da província servem uma clientela composta de 40% de trabalhadores.

Quem é a classe média?

No Québec a renda familiar média antes dos impostos é de $59.822, significativamente inferior à média canadense ($70.336). Já a renda das famílias que vivem em Montreal é inferior à média quebequense, sendo $50.227 por ano. Os municípios do norte do Québec registraram uma renda mais elevada.

O setor manufatureiro é a principal “vaca leiteira” do Quebec. As cidades mineiras tiveram o maior crescimento no rendimento médio em toda a província; Val-d’Or, Rouyn-Noranda e Sept-Îles viram a sua renda mediana saltar mais em dez anos.

“Quando o setor manufatureiro sofre, como ocorre desde 2005, Quebec e Ontário são afetados principalmente. Isso é parcialmente o menor crescimento da renda média em Quebec “, explica Éric Olson, chefe de renda e moradia do censo da Statistics Canada.

Mas, na verdade, quem é realmente parte dessa famosa classe média?

Resposta teórica utilizada pela Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE): todas as famílias que ganham entre 75% e 150% da renda familiar média. Mas, para ser ainda mais justo, você precisa ajustar essa definição ao número de pessoas da família.

Para se ter uma idéia do que isso significa para o Quebec, uma única pessoa faz parte da classe média se ganha entre $28.500 e $57.000. Enquanto isso, uma família convencional de quatro pessoas faz parte dela se sua renda total flutuar entre $57.000 e $114.000.

De acordo com essa definição, aproximadamente um terço da população do Quebec (38%) faz parte da classe média.

Mas a classe média se infla estranhamente quando as pessoas perguntam onde se encontram economicamente. Mais da metade (56%) da população acha que faz parte da classe média. Uma diferença significativa da realidade.

Os que estão mais errados são os ricos que não querem admitir que são ricos! Existe uma galera que se considera na classe média quando suas rendas são muito altas para fazer parte dela.

A verdade é que a classe média paga bastante imposto, após pagar as despesas para manter um nível de vida confortável, mal sobra para a viagem. A classe média tem dificuldades em economizar para a velhice.

você é rico no canadá?
Mais de um terço da população do Québec faz parte da classe média. Isso quer dizer que somos uma nação de ricos ou pobres?

Ricos

Embora o Quebec seja o penúltimo no ranking de renda média do país, é a parcela de domicílios que ganha mais de $100.000 por ano que experimentou o maior crescimento entre 2005 e 2015.

O clube dos 1% mais ricos dos quebequenses tem 64.175 “ricos”, ganhando mais de $190.000 por ano.

De fato, nada menos que 102.000 domicílios foram adicionados àqueles que cruzaram o limiar simbólico de $100.000, um salto de 41% em dez anos. Note, no entanto, que eles são apenas 5% da população, enquanto os domicílios com menos de $50.000 representam 69% dos quebequenses.

Certamente há perguntas a serem feitas sobre as desigualdades que estão crescendo nas famílias do Quebec. Por exemplo, por quê os médicos têm maiores aumentos salariais em comparação com o salário mínimo?

Apesar de representarem mais de um quarto da população (27%), apenas 6% dos quebequenses sentem que estão na classe alta. Em outras palavras, apenas um verdadeiro “rico” em cinco sabe que sua renda é maior que a da classe média.

É como se os ricos tivessem vergonha de se apresentar como tal. Talvez porque um segmento da população perceba os mais abastados como pessoas privilegiadas que tiveram uma vida fácil ou como aproveitadores que se enriqueceram às custas dos outros.

Lembre-se: essa negação da classe alta não é específica do Quebec. “Em todo o mundo, há uma visão mais negativa dos ricos. Não queremos nos associar a uma classe menos apreciada e à qual muitos dos problemas que estamos vivenciando hoje são expostos ”, explica Antoine Genest-Grégoire, pesquisador.

No Quebec, o 1% mais rico pagou 18,3% do total do imposto provincial em 2015, de acordo com o Revenu Québec. Os quebequenses que ganham mais de $100 mil por ano pagam 40,6% do imposto provincial, segundo a organização.

você é rico no canadá?
Os quebequenses que ganham mais de $100 mil por ano pagam 40,6% do imposto provincial, segundo a organização.

Riqueza coletiva

“Alguns dizem que você tem que criar riqueza para que ela possa diminuir. Mas isso está errado. O dinheiro dos mais ricos permanece nos mercados financeiros, e não para baixo “, explica Philippe Hurteau, pesquisador do Instituto de Pesquisa e Informação Socioeconômica (IRIS), ele acredita que o poder de compra real em uma sociedade não vem dos 1% mais ricos, mas da classe média.

Entre 1985 e 2014, o 1% teve salto salarial de 67%, enquanto a população total viu o seu aumento de apenas 9%, registando.

Escolhas difíceis

Quanto menos ricos houver, menos receita com impostos e mais o governo precisa encontrar outras maneiras de recuperar o dinheiro da carteira do contribuinte médio, pense no especialista em impostos Luc Godbout.

“Há duas opções: ou oferecemos menos serviços públicos ou oferecemos mais tirando dinheiro dos bolsos daqueles que ganham entre CAD $30.000 e CAD $150.000 por ano”, diz ele.

As profissões mais populares no Quebec

Vendedor de varejo, assistente contábil, cozinheiro, ajudante de cozinha e ocupações de suporte relacionadas, motorista de caminhão, agentes de atendimento ao cliente, ocupações de limpeza, auxiliar de enfermagem, operários em serviços de processamento, manufatura e serviços públicos, entregadores, etc..

Quais são os empregos mais bem pagos do Canadá?

Um dos maiores sites de busca de emprego no Canadá, a Indeed.com fez uma lista com os empregos mais bem pagos no país. A lista é surpreendente.

Os dados coletados são os salários médios por cada tipo de emprego anunciado de 2015 a fevereiro de 2017 em cinco grandes cidades: Toronto, Vancouver, Montreal, Edmonton e Calgary.

As ocupações médicas dominam em quatro das cinco cidades, enquanto as ocupações tecnológicas dominam Montréal.

Uma das profissões mais bem pagas é a de engenharia de software principal, por exemplo, tem um salário anual médio de $137.568. Em seguida seria engenheiro sênior de manufatura($109.424), arquiteto de software ($108.213) e administrador de banco de dados ($107.309).

“Com seu setor de tecnologia em pleno funcionamento, Montreal tem em sua lista dos empregos mais bem pagos em ocupações de tecnologia. Engenheiros de software, arquitetos de software e desenvolvedores de Ruby on Rails são particularmente bem pagos nas metrópoles do Quebec”, diz a diretora executiva da Indeed Canada, Jodi Kasten.

Em Toronto, por outro lado, os empregos que exigem ensino pós-secundário avançado estão no topo da lista, especialmente no campo da medicina.

“E como a cidade é a capital financeira do Canadá, não é de admirar que os profissionais financeiros também estejam na lista”, diz Kasten.

Na verdade, cardiologistas ($287.042), radiologistas ($265.664), são os mais bem pagos, e aqueles que ocupam o cargo de vice-presidente de desenvolvimento de negócios ($151.511) e estimador-chefe ($146.362) não estão muito atrás.

Em Edmonton, os médicos são os mais bem pagos, mas também são acompanhados por gerentes de construção e gerentes de sites.

Montréal (salário médio)

  • Engenheiro de Software (Principal) $137,568
  • Engenheiro Sênior de Fabricação $109,424
  • Arquiteto de Software $108,213
  • Administrador de Banco de Dados $107.309
  • Diretor, Assuntos Regulatórios $92.736
  • Diretor Tributário $89.215
  • Ruby on Rails Developer $88.995
  • Engenheiro de Operações de Desenvolvimento $86.945
  • Arquiteto $86.915
  • Engenheiro Mecânico $86.910

Toronto (salário médio)

  • Cardiologista $287.042
  • Radiologista $265,664
  • Professor adjunto $250.107
  • Oncologista $235.443
  • Doutor $191.020
  • Vice-Presidente (Finanças) $169,027
  • Médico-chefe $156.319
  • Vice-presidente de desenvolvimento de negócios $151,511
  • Estimador Chefe $146.362
  • Diretor (Contabilidade) $144.123

Vancouver (salário médio)

  • Urologista $290.444
  • Pediatra $229.513
  • Vice-Presidente, Finanças $142.022
  • Gerente de Produto Sênior $126.927
  • Arquiteto de Negócios $126,080
  • Diretor, Desenvolvimento $124,632
  • Diretor de Engenharia de Software $124,399
  • Advogado $123.027
  • Engenheiro de Software Sênior $119,355
  • Diretor, Procurement $117.434

Edmonton (salário médio)

  • Médico $236,155
  • Gerente de Projetos (Sênior) $124,835
  • Diretor (Finanças) $117.923
  • Representante de negócios $109,505
  • Gerente de construção $108.364
  • Arquiteto de Software $104.644
  • Gerente de Fábrica $102.931
  • Estimador sênior $102.446
  • Diretor (Tecnologia da Informação) $96,953

Desigualdade

A desigualdade mata. Há uma diferença de expectativa de vida de 11 anos entre um bairro rico e um bairro pobre de Montreal. Sabemos que, quando há mais desigualdade, prejudica a economia e a democracia. É corrosivo. A diferença de renda se traduz em uma lacuna entre os cidadãos. Isso faz com que as pessoas vivam em dois mundos completamente diferentes. Mina a igualdade de oportunidades, a economia e até o consumo.

As diferenças de riqueza ainda são menores aqui, porque o modelo do Quebec funciona. Quanto mais serviços, programas sociais e impostos houver, mais igualdade haverá. Nosso modelo ajuda a diminuir a distância entre ricos e pobres.

No Quebec, temos um tipo de financiamento que deixa mais espaço para a economia social e solidária. Pense no Fundo dos Trabalhadores, no Grupo Desjardins ou no Investissement Québec. Adiciona outro valor à equação. Cria uma economia que não só favorece os acionistas. Resultado, o 1% dos mais ricos em Quebec é mais modesto do que com seus vizinhos. Ainda assim, a desigualdade deve ser levada tão a sério quanto a questão da mudança climática. O impacto das políticas públicas nas pessoas deve ser medido rapidamente.

A desigualdade de renda que me preocupa é mais aquela dos grupos de interesse que estão muito próximos do poder existente e que monopolizam a riqueza do estado.

Igualdade não significa que todos tenham a mesma renda, mas igualdade de oportunidades.

Referências

Alice Bessa Veloso

Written by Alice Bessa Veloso

Gosto de me comunicar de maneira criativa e ajudar imigrantes a melhor se integrarem na sociedade canadense. Conheço os grandes desafios ligados a imigração e estou disposta à compartilhar dicas e meus conhecimentos a fim de facilitar a integração dos recém chegados.

Deixe uma resposta