PGWP: o primeiro emprego após o College

 

Meus queridos amigos leitores, estou voltando à ativa aqui depois de um tempão desaparecida…. Perdoem-me por isso. É que eu, depois de ter terminado o College, resolvi incorporar uma mudança de província no meio do caminho. Agora que estou devidamente instalada em Vancouver, apartamento alugado, emprego arranjado, consegui novamente estabelecer uma nova rotina na vida.

Eu não vou mencionar aqui os motivos que me levaram a trocar Toronto por Vancouver, porque isso daria um post. Prometo escrever a respeito nos próximos dias. Então, vou focar na busca por emprego em Vancouver, na área de construção civil.

 

O mercado de trabalho na Construção Civil em Vancouver

Muitas pessoas sempre me perguntam como é o mercado de construção civil em Vancouver. A impressão que tenho desde que cheguei é que o mercado é bem aquecido. Muitas vagas são postadas, tanto no LinkedIn, quanto no Indeed. Até mesmo Craigslist funcionou para eu procurar trabalho na minha área aqui (fui até escolhida pela empresa, mas acabei recusando a vaga). No entanto, como em qualquer lugar, referências e networking são muito importantes.

Pois bem. Primeiro passo na minha chegada foi trabalhar para fazer o networking, como eu mesma mencionei ser tão importante no texto “Job search: you’re doing wrong“. Comecei pesquisando empresas e pessoas que trabalhavam nestas empresas no LinkedIn. Enviei mensagens, fiz pedidos de conexão, passei a seguir as empresas no LinkedIn. Isso é meio básico, eu sei, mas tem muita gente que começa a procurar emprego aqui no Canadá sem nem mesmo estar com o perfil do LinkedIn bem preparado.

 

Coffee Chat / Informational Interview

Depois dos pedidos de conexão, eu consegui marcar algumas “Informational Interview”. Este tipo de entrevista é o Coffee Chat que mencionei no texto anterior. Caso queira mais detalhes sobre o tema, clique aqui neste link e você encontra uma explicação mais abrangente. Esse processo das Informational Interview é bem interessante e muito valioso. Todavia, para um primeiro emprego, o método pode se mostrar um pouco inefetivo, porque você demora para conseguir contatos e entrevistas suficientes que acabem resultando em uma proposta de trabalho. Mas claro, nem por isso o networking deve ser deixado de lado. Aliás, networking é algo que deve ser feito permanentemente, durante toda sua carreira profissional.

Outra coisa que fiz foi buscar oportunidades de trabalho voluntário para me ajudar na construção do networking e também para agregar alguma experiência canadense. Infelizmente, eu nem cheguei a participar dos voluntariados a que me candidatei, porque as pessoas responsáveis pelas entrevistas só foram entrar em contato comigo quando eu já tinha começado a trabalhar full time. Quero ainda fazer voluntariado aqui, mas agora terá que ser algo desenvolvido em finais de semana apenas.

 

Pesquisando vagas de trabalho

Continuando: paralelamente ao networking, fui pesquisando vagas e enviando meu Résumé. Basicamente minha busca foi feita através do LinkedIn, Indeed, empresas de RH e diretamente nos sites de algumas empresas que selecionei. Uma amiga que estuda no BCIT também me ajudou muito, compartilhando comigo vagas que eram publicadas no eJobs do BCIT (somente alunos e ex-alunos tem acesso). Fiquei impressionada em ver que as empresas dão muito retorno para quem manda o Résumé mencionando que foi através do BCIT que teve acesso à vaga.

Algo que chamou a atenção em Vancouver quando comparado a Toronto foi que eu achei o mercado aqui mais aberto e receptivo aos Resumes enviados via e-mail ou via aplicações online. Digo isso porque eu, antes de me mudar pra Vancouver, apliquei para várias vagas em Toronto sem receber retorno. Já aqui em Vancouver, eu fui chamada para várias entrevistas e acabei recebendo 3 ofertas de emprego (sendo que recusei 2 delas). Num próximo post, vou traçar um paralelo mais detalhado sobre a busca de trabalho em Toronto e em Vancouver.

 

E foi mais rápido do que eu esperava

No total, minha busca efetiva por trabalho em Vancouver durou aproximadamente 5 semanas. Confesso que eu não esperava que fosse conseguir algo tão rápido. Minha expectativa era que eu demorasse uns 3 ou 4 meses até encontrar algo na minha área. Imaginei também que eu teria que trabalhar em alguma coisa fora da minha área, inicialmente, para poder ter alguma experiência canadense. E, no final das contas, isso acabou não sendo necessário. Eu nem sequer havia aplicado para a vaga que consegui, porque foi a empresa que encontrou meu perfil no Indeed. Aliás, eu recebi (e continuo recebendo) vários convites para entrevistas pelo Indeed. Por isso, recomendo fortemente que você crie o seu perfil lá se ainda não o fez. O Monster e Workopolis também são sites que sei que dão muito retorno, mas eu acabei não fazendo o perfil lá por falta de tempo.

Aqui em Vancouver, recebi também bastante retorno dos Head Hunters e empresas de RH. No final deste texto, vou colocar o link das empresas onde fiz meu cadastro para quem tiver interesse em se cadastrar.

 

Telefone e endereço no Résumé

Outra coisa muito importante na hora de procurar um emprego: o seu endereço e o seu numero de telefone devem ser da região onde você procura trabalho. Se você estiver procurando emprego fora da região onde reside, instale um aplicativo de VOIP (eu usei o Fongo) para poder ter um número de telefone da cidade onde você quer procurar trabalho. Parece um detalhe bobo, mas as empresas nem se dão ao trabalho de ligar para o candidato ao ver que que o numero é de fora.

Se você quiser procurar trabalho no Canadá inteiro, é importante você deixar claro na sua Cover Letter e Résumé que você vai fazer a mudança assim que tiver o trabalho, por sua própria conta. Muitas empresas deixam de chamar um candidato para a entrevista porque entendem que terão que arcar com os custos de mudança. No entanto, vou ser bem franca: é bem difícil conseguir um trabalho fora da cidade onde você mora. Eu apliquei para algumas vagas em Vancouver enquanto estava em Toronto. Instalei o Fongo e colocava no meu Résumé, no cabeçalho “moving to Vancouver área, BC, in summer 2017” em vez de colocar o endereço de Toronto (vi esta sugestão em sites especializados). Mesmo assim, não recebi nenhum retorno. Só comecei a ser chamada para entrevistas em Vancouver quando me mudei para cá.

 

Wood Frame Construction: Condomínios Residenciais

Hoje estou trabalhando em uma empresa de pequeno porte que constrói condomínios residenciais. Estou como Project Coordinator/Construction Manager. Confesso que eu não esperava conseguir algo assim já depois de terminar o College, justamente porque sabemos como é difícil conseguir o primeiro emprego no Canadá. Mas aí a gente vai percebendo que todo nosso esforço e dedicação, nosso planejamento e a batalha de todo dia da vida de um imigrante vão começando a dar resultados. Não é fácil, mas é muito gratificante. É gratificante porque vemos que, com nosso empenho e determinação, aquele tão desejado PR pelo qual deixamos tudo para trás no Brasil começa a ficar cada dia mais perto de se tornar algo concreto.

 

Prometo não sumir novamente 

Este texto aqui foi só uma primeira parte sobre minha “saga” aqui em Vancouver. Há muita coisa ainda para eu contar para vocês. Aguardem os próximos capítulos nos próximos posts.

E enquanto isso não acontece, deixe sua opinião, seu comentário e conte-nos como foi sua experiência de procurar o primeiro emprego aqui no Canadá. Você que fez College, você que veio direto como PR, você que veio com um visto de trabalho: compartilhe com a gente sua história. E se você ainda não chegou nesta fase, conte-nos quais são suas expectativas. A participação de vocês é sempre muito bem vinda. 🙂

 

Links

TalentMarketplace.ca

Strive Recruitment (Practice Lead – Construction and Design: https://www.linkedin.com/in/kirsten-robertson-1098988/)

Matchbox HR (Contato: https://www.linkedin.com/in/dillonjon/)

Impact Recruitment (Building Division Specialist: https://www.linkedin.com/in/brad-barton-189a60b0/)

Outpost Recruitment

Hays Canada

Workforce Staffing Solutions

Written by Andrea Zotelli

Andrea Zotelli

Formada em Engenharia Civil, vim para o Canadá em busca de novos horizontes. Sou uma pessoa curiosa que adora ler, escrever e participar de debates sobre os mais variados temas. Minha imensa vontade de aprender e trocar experiências acabou me trazendo aqui para o Canada Agora.