7 fatores da mudança pra viver no Canadá

Quem muda de país tem de estar disposto a recomeçar. A palavra chave aqui é mudança.

Olá, seja bem vindo a mais um Momento Lindo. Se perguntarmos aos futuros imigrantes se estão dispostos a recomeçar, a resposta SIM deve ser quase que unanimidade. Mas esse quase pode indicar uma mudança de paradigma, de visão que se mistura a vontade e a pressa de fazer ou conseguir fazer tudo rapidinho.

É normal, todo mundo quer se dar bem. Mas é fato que o caminho pode ser trabalhoso, longo. É principalmente nestes casos que você tem estar disposto a mudar.

Vamos então aos 7 fatores que você tem de considerar no seu processo de mudança :

1. Mudança de idioma

Este é o básico. Seus primeiros 2 anos não serão fáceis. Tem muito vocabulário a acumular associado ao contexto local e o vocabulário específico para cada pequena coisa com a qual tem de lidar. Seja na escola, no trabalho, no supermercado, no caixa do banco, na hora de alugar um apartamento ou de mobilhar a casa.

Mas tem um desafio maior em torno de tudo isso. Ter uma boa pronúncia e saber usar as expressões certas economiza bastante em seu dia a dia. E dependendo de sua profissão, escrever bem. Se tem uma coisa que vale a pena a longo prazo é investir no idioma

2. Mudança de emprego

Mudar de emprego é as vezes uma necessidade e em outras uma imposição. Não é porque você tem 5 anos de experiência como chefe de alguma coisa que vão lhe dar um cargo de chefia. Geralmente, todos temos de remar de novo, dar um passo pra trás pra poder dar um pra frente. Profissionais com nível superior as vezes recomeçam como técnicos para mostrar seu valor, suas competências.
E remar pra trás pode ser ainda mais árduo em certas profissões. As vezes mesmo fazer com que no começo você tenha de mudar de profissão.
Uma dica nesses casos é tentar ficar perto da sua área ao invés de focar direto em sua profissão. Concentre-se no que você sabe ao invés de focar apenas no título do seu emprego. Ao menos temporariamente.

Busque oportunidades temporárias que te ajudem a ganhar vocabulário em sua área.

3. Mudança de cultura

Este parece simples, mas cultura está em tudo, do jeito de pedir comida num fast-food até o comportamento dos professores na escola do seu filho.

Começo logo com uma dica. Adapte-se ao invés de reclamar ou de fazer comparações.
Ah mas no Brasil era melhor, la era assim. Desculpa mas você não está vindo para o Brasil. É um outro país, um outro mundo.

As coisas serão diferentes. Umas você vai gostar, outras não.

4. Mudança de nível social

Para algumas pessoas o nível social é bem importante. Sabe aquela coisa do que eu tinha antes e do que eu vou ter agora ? Ou do que eu fazia antes e o que eu vou fazer agora ?
Parece simples, mas eu mesmo já vi alguns casos onde a dificuldade de adaptação e o preparo pra a mudança, para uma vida diferente fez efeito de forma negativa, ao menos no começo.
As vezes é questão apenas de vaidade, as vezes é a cultura que vivia antes de vir, aquela coisa do que as pessoas vão pensar de mim ?

Dai a boa noticia, AQUI ninguém vai pensar nada. Quase todos passaram pelos mesmos problemas, pelos mesmos aprendizados, pelas mesmas dificuldades.

Dica : Não enxergue essa falsa queda como sendo um passo pra trás, uma recaída. Começar tudo de novo exige mente aberta e vontade de mudança.
E é dai que entram a paciência e a perseverança.

No inicio compramos usados, pegamos coisas na rua, aceitamos doações, procuramos os mais baratos, andamos de ônibus, pedimos comida na igreja, nos inscrevemos para os programas de ajuda do governo e escolhemos um primeiro apartamento que nem sempre é o nosso ideal.

Depois progredimos e “reconquistamos”.

5. Mudança de comportamento

Este tópico é puramente cultural. Viver no mundo dos outros é misturar quem você era com o que você vai encontrar por aqui.
Algumas mudanças são rápidas e bem benéficas. Outras, são quase que obrigatórias e eu diria mesmo necessárias, pois os maus comportamentos de sua vida anterior não devem ser trazidos na mala, para o bem de todos aqui.

Uma boa parte da adaptação esta neste tópico. As pessoas são diferentes, os sistemas são diferentes, sua família e amigos não estão aqui.

Na escola as regras são outras, o hospital funciona diferente, na farmácia não compramos o que queremos, no transito existem outros detalhes.

O que você tem de ter consciência é que o mundo é diferente. E não é o seu. Ou talvez até seja. Afinal, muitos se viam num mundo “nada a ver” antes e quando chegam aqui se encontram.

Parte disso se da aos benefícios de uma vida menos estressante, aos desafios impostos, a todo aprendizado que devemos nos submeter.

Agora a boa noticias. Isso é muito bom. Você certamente vai crescer como pessoa e se me permitir duas dicas :

Dica 1 : Conserve o que tem de bom aqui.
O mundo aqui funciona diferente, mas funciona. Em tese, ele é melhor do que o seu anterior, senão não viria pra cá. Então cobre e colabore para que ele seja sempre melhor que o seu anterior.

Dica 2 : Aproveite a mudança e a melhora de condições para crescer, para aprender, para se tornar uma pessoa melhor, para você mesmo e para aqueles que estão a sua volta.

6. Mudança em sua vida social

Este é difícil. Para algumas culturas. Digo algumas culturas pois nosso pais de origem não é igual. Alias, ele é bem diferente de região para região, de cidade para cidade. A falta da família vai lhe trazer duas possíveis consequências : ou você vai se isolar e viver num mundo seu, mais fechado, talvez até meio característico seu ou você vai fazer amigos e de alguns deles talvez sua nova família.

Este aprendizado também é muito importante. Você vai encontrar aqueles que já estão aqui, que talvez te escolham, ou que você vai escolher meio que sem saber se são realmente as pessoas certas pra você.

Com o tempo você vai poder ver com quem realmente se identifica, com quem você tem vontade de estar perto.

Outra coisa é que aqui funciona também bastante por hobbies, coisas em comum como grupos e comunidades.

E o dinheiro, onde ele entra. Ah, ele entra nos aniversários, nas saídas nos bares, nos passeios que você talvez não possa fazer no começo e as vezes mesmo depois de algum tempo.

De novo, adaptação.

7. Mudança de clima

Este é fácil de falar. Alias, melhor ainda de ver. Neste vídeo aqui eu falo da nossa relação com o frio.

Em resumo, esteja preparado para as surpresas pelas quais você poderá ter de passar, especialmente sua mente pois é nela que tudo acontece.

Written by Berg Lindo

Berg Lindo

Gerente de projetos de informática, co-fundador do PoDeixar e do Canadá Agora, adora cinema, formula 1 e principalmente ajudar as pessoas com suas experiências. Apesar dos olhinhos meio puxados nada tem de oriental. Dizem que é descendente de índio.