Profissão ou dinheiro, 5 ideias para entender o caminho certo

Profissão ou dinheiro ? No contexto de se colocar no mercado aqui no Canadá, essa pergunta que mata !

Essa expressão “a pergunta que mata” da o tom de polêmica, de indecisão.

A reflexão sobre o assunto e a boa resposta depende obviamente de cada um, mas a gente vai trazer aqui alguns pontos para te ajudar a enxergar direito o que é necessário para tomar uma boa decisão.

1. Dinheiro é o objetivo

Sim, dinheiro é o objetivo. Por mais tosco que seja, que você tenha um pensamento mais humano, que os planetas se alinhem para mostrar que existe muito mais além do retorno financeiro, convenhamos : você precisa de dinheiro pra viver.

Tudo bem, você gosta da sua profissão, ou você tem de fazer o que você ama, ou aquilo de te da um desafio na vida, ou pouco importa, mas você não vai fazer isso por muito tempo se não tiver dinheiro envolvido na historia.

E digo mais, nos primeiros anos aqui, a sua batalha pelo dinheiro vai ser enorme, pois ela é que vai garantir que você consegue ficar aqui.

OK, você quer ser feliz ! Mas antes disso você precisa comer a pagar todas as contas até alcançar algo que simbolize a tal felicidade.

DICA : seu primeiro ano aqui vai ser muito difícil, então traga o máximo de dinheiro possível.

2. Você escolhe onde quer sofrer

Pegando o gancho do item anterior, repito, traga o máximo de dinheiro possível.
Primeiro porque você vai dividi-lo por 3. E isso se chama ” olhar para a cotação do dólar”.

Tudo bem, as vezes é dois, as vezes 2,5 as vezes 3. Pra mim já foi 1,8. Essa relação real x dólar vai te perseguir sempre.

A sequência aqui é bem simples. Primeiro, você diz : Sim, eu vou morar no Canada. Segundo você produz dinheiro. Terceiro, você faz todo o resto. Veja bem, você precisa de dinheiro para o processo de imigração, para estudar, para as passagens, pra comprar os moveis quando chegar aqui e pra viver até você se estabilizar.

DICA : não pense no como consegui-lo mas sim no onde consegui-lo.

Você pode conseguir dinheiro em 2 lugares. No Brasil e No Canada. Onde consegui-lo vai determinar a sua estratégia, que alias, diga-se de passagem, é essencial ter uma.

Existem pontos positivos e negativos em cada um dos dois lugares. Por aqui talvez você demore mais pra conseguir mas não terá a cotação do dólar para atrapalhar.
No Brasil, você tem uma entrada de dinheiro acontecendo e você tem de ser esperto pra saber como fazer pra rentabiliza-lo de uma forma que você possa viver e guardar ao mesmo tempo.

As vezes isso é incompatível com o seu orçamento atual. Então mude seu orçamento. Lembra daquela piadinha besta do “bem vindo a reduza” ? Pouco importa, reduza !
Reduza seus gastos, reduza seu ritmo de vida, reduza suas perspectivas, afinal se você vai embora, você pode meio que “esquecer” a sua vida atual.

Seu filho estuda numa escola particular muito cara. Sera que ele não poderia estudar em outra mais barata e você guardar a diferença? Veja bem, isto é apenas um exemplo, mas seu filho vai recomeçar os estudos aqui e convenhamos que tirando a matemática, o resto vai meio que ser jogado no lixo. Se você não tem onde economizar, amplie seus horizontes.

Sofrer no Brasil onde você pode controlar a situação, talvez seja mais fácil que sofrer no Canada onde você corre contra o relógio.

3. Seja realista e pense no futuro

É aqui que começamos a virar a discussão e falar de dinheiro vs profissão. Muita gente pensa que recomeçar é andar pra trás na vida. E é mesmo !
Mas o problema não está em andar pra trás. A questão é aonde isso vai te levar.

De forma simples e direta. É muito mais fácil e menos estressante se mostrar competente em algo um pouco abaixo do seu “nível” atual. É claro, eu sei que existem profissões onde fazer isso é mais difícil. Mas para todas as outras, essa é uma boa estratégia.

DICA : Mude seu paradigma. Dar um passo pra trás e dois pra frente na próxima vez.

Aqui onde moro, eles reconhecem o esforço, as boas ideias, a sua capacidade de se alinhar e de performar no contexto em que você está se inserindo.

DICA 2 : Você precisa de um nome no mercado.

Isso é básico. Quando chega, você não é ninguém. É seu primeiro emprego, é seu primeiro desafio com o idioma, é seu primeiro contato com a cultura local, do ponto de vista profissional.

Se você ERA no Brasil “alguma coisa nível 3” ou “diretor de” ou “responsável de” ou “chefe de”, pense que poucos “verdadeiros diretores” aqui estarão confortáveis a dar algo muito importante em seu negocio/ramo de atuação a um CV de alguém que fala de coisas que ele nunca viu e que ele nem sabe se eram verdadeiras ou mais importante ainda, se os parâmetros e formas de fazer as coisas compatíveis com o jeito canadense de ser e fazer.

Pense no futuro. Saiba que recuar um pouco pode ser benéfico para mostrar de apesar de você estar num cargo mais baixo, sua experiencia lhe permite de influenciar a tal ponto que ele pode pensar em você daqui a algum tempo no tal do cargo que você realmente queria.

4. Tenha um plano

Eu já estou cansado de repetir essa frase. Não… não estou não.
Ter um plano quer dizer saber quais passos você vai dar pra chegar onde você quer chegar. Isso vai desde o dinheiro que você trás pra aguentar um tempo sem trabalhar até quais cursos ou empregos que você poderia ter até chegar no seu “emprego dos sonhos”.

Esse plano deve te ajudar a saber o que fazer se você não se empregar no tempo previsto ou a encontrar as adaptações necessárias para se colocar no mercado.

Um dos erros comuns “e normais” da maioria das pessoas que chegam aqui é deixar para “ver aqui” o que vão fazer e como vão fazer. Você pode se assustar ou se decepcionar com o Canadá ao “descobrir” que o seu mercado é mais fechado ou que o seu caminho sera mais longo que o que você previu.

O que acontece se a sua especialidade não está em demanda ?
Sera que eu não posso olhar meu emprego sobre um angulo diferente ?
Sera que meus conhecimentos específicos não servem numa outra profissão mais fácil de se colocar no mercado temporariamente ?

DICA : responda a essas 3 questões acima antes de vir.

5. Entenda a sua nova relação com o dinheiro canadense

Meu emprego de engenheiro estrutural da NASA nível 200 no Brasil me dava um salario de 20 000$ por mês. Isso quer dizer o que no Canadá ?

DICA : pra começar, não pense Canadá, pense “onde vou morar”

Tente analisar sua profissão e as alternativas a nível de dinheiro canadense, da realidade onde você vai morar e descubra o que isso significa. Ganhar 80 000 $/ano em Vancouver e 60 000$ em Montreal pode significar o mesmo salário. Depois que você souber quanto vale, pesquise como vive alguém que tem esse salário. Dai você vai colocar no seu plano, na sua estratégia uma forma de vida compatível com a sua perspectiva.

Juntando todos esses fatores você sera capaz de saber o que é mais importante para você no seu começo aqui. Se é o dinheiro, se é a profissão, se é a valorização dos seus conhecimentos ou se é sair do zero o mais rápido possível e crescer depois.

Tenha uma ideia do quão importante é cada um dos elementos e evite as desilusões das descobertas.

Tenha sucesso !

Links uteis para este assunto :

Procurando trabalho no Québec

Video : Mercado de trabalho

Mercado de TI

Written by Berg Lindo

Berg Lindo

Gerente de projetos de informática, co-fundador do PoDeixar e do Canadá Agora, adora cinema, formula 1 e principalmente ajudar as pessoas com suas experiências. Apesar dos olhinhos meio puxados nada tem de oriental. Dizem que é descendente de índio.