in ,

#2.13 Viajando para os Estados Unidos

Lembram daquela pergunta nas aulas de geografia: “quais os países que fazem limite com o Brasil?” Aquela sua professora do primeiro grau e te obrigava a lembrar de todos aqueles países da América Latina e do tal do Oceano Atlântico à leste. Um fato engraçado quando a gente se muda pro Canadá é saber que seus limites geográficos também mudaram. Com exceção de gente com espírito à lá Jacques Cousteau e pesquisadores, as pessoas não costumam ir para o norte do Canadá a menos que precisem MUUUITO. Com isso, ao invés de trocentos países de língua hispânica, seu país agora faz limite com dois oceanos (um a leste e outro a oeste) e um grande e conhecido vizinho ao sul (desculpe, Alaska. Te deixei de fora).

A Terra do presidente Obama não tem muito admiradores no lado de cá do continente quanto estamos acostumados a ver no Brasil. Não é raro piadas e quadros cômicos que satirizam o estilo de vida do canadense, sua língua, a relação com o inverno e coisas do gênero, muito parecido com a relação Brasil-Argentina, mas num nível bem menos aquecido. Pela proximidade, é óbvio que canadenses e estadunidenses visitam os países um dos outros com freqüência, seja por prazer ou negócios. Ambos têm atrações mundialmente famosas e sem dúvida valem a viagem. Além do turismo, uma boa razão pela qual as pessoas viajam para a Terra do Tio Sam é sem dúvida para fazer compras. Graças à uma cultura que historicamente estimula o consumo e muito menos comedida do que no Canadá, não é raro encontrarmos diversos itens que são mais baratas nos nossos vizinhos ao sul do que aqui: roupas, calçados, móveis, eletrônicos, livros, pneus.

Vamos dar uma olhada e ver como funciona pra passear nos Estados Unidos quando se mora no Canadá.

Visto

TipoB1/B2 [mais informações]
Quem precisaResidentes permanentes
Trabalhadores temporários
Estudantes
Quem NÃO precisaCidadãos canadenses (ou de qualquer outro país de quem os Estados Unidos não exige visto)
Validade do Visto10 anos (ou o tempo de validade do seu passaporte)
Como obterAcesse o site https://canada.usvisa-info.com

Passo-a-passo simplificado

Cada visto é tratado individualmente, mesmo se você vai viajar em família. Então, para cada passaporte que precisa de visto, faça o seguinte:

  1. Preencha o formulário DS-160
  2. Tire as fotos no padrão informado
    1. Procure uma parede branca. Se não tiver nenhuma, estenda uma toalha ou lençol branco na parede.
    2. Evite usar flash. Tenha a área bem iluminada. Se preciso, use uma lâmpada de escritório.
  3. Escolha o local onde deseja fazer sua entrevista (veja o mapa abaixo).
  4. Pague o MRV (160$): dê preferência ao pagamento online com cartão de crédito.

Onde ir

[mappress mapid=”1″]

Como proceder na entrevista

  • Tenha seu itinerário bem definido: cidades onde pretende passar, endereços dos locais onde vai se hospedar, datas exatas ou bem aproximadas;
  • Não faça gracinhas;
  • NÃO LEVE QUALQUER TIPO DE ELETRÔNICO: celular, mp3 player, tablet, notebook, etc.;
  • Leves todos os comprovantes de que você está legal no país: carteira de saúde, habilitação, inscrição na escola, contrato de trabalho, contrato de aluguel, boletim do(s) filho(s);
  • Não esqueça do seu passaporte e sua carteira de residente permanente (se for o caso).

A Fronteira

AviãoTremÔnibusCarro
Passaporte válidoO mais demorado de todosMenos lento que o tremPré-entrevista na cancela
Passagem na imigraçãoO trem só volta a andar quando todo mundo for entrevistadoSe você não é canadense, é preciso descer para validar seu visto
Vistoria individual e/ou com famíliaEntrevista dentro do vagãoEntrevista feita individualmente, por família
Relativamente rápidoNão levante depois que os fiscais estiverem dentro
É preciso pagar o I-94 na entrevista. Tenha cartão de crédito e dólar americano por garantia.

Formulário I-94

O formulário I-94 é um registro de entrada e saída de estrangeiros utilizado pelo CBP (Customs and Border Protection) e pelo USCIS (U.S. Citizenship and Immigrant Services). Todos os estrangeiros que não sejam residentes dos Estados Unidos e que não estejam em trânsito no país, devem preencher e ter esse registro grampeado em seus passaportes. Quem viaja por meios terrestres (ou seja, não vai nem de avião nem de navio) preciso efetuar o pagamento desse formulário na passagem da fronteira.

Ao deixar os Estados Unidos, você vai ser perguntado se planeja retornar nos próximos 6 meses, tempo esse que é possível retornar ao país sem ter que efetuar o pagamento de um novo I-94. Se você voltar, basta apresentar o seu passaporte com ele grampeado. MAS, se voltar durante esse tempo não está nos seus planos, CERTIFIQUE-SE de retornar por correio o I-94. O fato de não devolver esse formulário pode lhe causar vários problemas já que ele representa a sua saída do país.

Para mais informações sobre como retornar o seu I-94, acesse o site do U.S. CBP.

IMPORTANTÍSSIMO

NÃO LEVE FRUTAS, LEGUMES OU CARNES! Se você levar, eles vão mandar você jogar tudo fora.

Compras

LimitesRecibosRegularização
Até 48h nos US: 200$
Acima de 48h: 800$
Guarde todos os recibos do que comprar. Especialmente itens eletrônicos, bebidas e cigarros.Se for necessário, você vai ter que regularizar tudo que ultrapassar tua quota. O valor a ser regularizado é apenas o que ultrapassar o seu limite (Exemplo: 978$ de compras – 800$ de quota = 178$ a regularizar)

Dicas

  • Consulte a previsão do tempo da região onde pretende ir. As cidades americanas são muito menos preparadas para controlar o inverno que as canadenses.
  • Não confie somente no GPS. Leve mapas em papel só por garantia e estude-os antes de viajar.
  • Consulte o site do Premium Outlets para saber onde eles possuem lojas. É uma rede muito boa e com ótimas marcas e preços.
  • Veja se a cidade para onde você vai tem CityPass. É possível conseguir ingressos para atrações conhecidas nas cidades com pelo menos 50% de desconto.
  • Numa primeira visita na cidade, experimente pegar um City Tour. São excelentes opções pra quem não conhece nada pessoalmente e permite se situar na região.

Campanha de doação de sangue

O Ministério da Saúde do Brasil está com a campanha “Seja para quem for, seja doador”, que busca incentivar a doação de sangue entre os brasileiros. Doar sangue não faz mal e não adoece. Todo o sangue doado é testado para garantir a qualidade do material doado.

Hoje, apenas 1.9% da população do Brasil doa sangue. Para ser auto-suficiente o país precisa que pelo menos 3.5% das pessoas doem. Informe-se em um banco de sangue da sua cidade e ajude mesmo sem saber quem.

https://www.facebook.com/DoeSangueMS

Links

Ouça o programa

[0h11m19] Comentários da Semana
[0h19m07] Assunto da semana

Podeixar

Written by Podeixar

O PoDeixar é o melhor programa sobre o dia-a-dia e a vida no Canadá em português. Criado por Masaru Hoshi e Lindoberg Gonçalves, dois brasileiros que vivem no Canadá e que adoram papo furado, o PoDeixar traz todas as semanas cultura, entretenimento, informação de maneira descontraída, agradável e irreverente, falando sobre assuntos variados sobre o dia-a-dia e a curiosidades da vida no Canadá.

Deixe uma resposta

#2.12 Vivendo a saúde pública

#2.14 Lembranças e Lições