in

Petróleo canadense

impactos ambientais e energia renovável

Petróleo Canadense
FORT MCMURRAY, AB - JUNE 20 (Photo by Michael S. Williamson/The Washington Post via Getty Images)

A indústria petrolífera é parte importante da economia canadense, principalmente nas províncias do oeste, onde boa parte dos empregos são neste setor. É importante compreender a dependência da economia canadense na indústria petrolífera, os riscos ambientais e a necessidade de optar por governos que busquem diversificar a economia, desenvolver industrias e investir em tecnologias que busquem opções verdes de fontes de energia.

Cerca de 250 mil litros de óleo foram derramados no oceano neste mês de novembro, durante uma violenta tempestade. A plataforma SeaRose estava tentando retomar a produção quando ocorreu uma falha, causando o vazamento.

Especialistas em aves marinhas dizem que uma estimativa do número de aves mortas pelo vazamento de óleo pode levar meses. Gail Fraser, bióloga de aves marinhas da Universidade de York, disse que mesmo um pequeno número de aves cobertas de óleo é motivo de preocupação, já que indica danos muito mais sérios.

“O fato de terem encontrado aves cobertas de petróleo significa que provavelmente há muito mais pássaros que sofreram o mesmo destino”, disse Fraser.

Derrames de petróleo anteriores resultaram em estimativas de milhares de mortes de aves, disse ela. O vazamento de Terra Nova em 2004, que despejou 165.000 litros de óleo no oceano, matou cerca de 10.000 aves. A bióloga notou que o incidente Terra Nova tinha derramado menos óleo no oceano, mas isso ocorreu na mesma época do ano como o último incidente, o que significa que um número similar de aves como mergulhões e rolinhas teriam sido encontradas na área.

Segundo Fraser, “milhões” de aves migram para a região do Ártico nessa época do ano, e as duras condições do fim de semana impossibilitam a contagem precisa dos pássaros mortos. Aves na área são particularmente sensíveis à poluição por óleo, alertou Fraser. As aves podem morrer de hipotermia se até uma pequena quantidade de óleo manchar sua plumagem. Eles também têm baixas taxas reprodutivas e uma longa vida útil, o que significa que um impacto significativo na população realmente dói.

Fraser lamenta o fato de que essas realidades nem sempre são levadas em conta quando as empresas são multadas por prejudicar as populações de aves marinhas.

Uma multa de $ 3 milhões foi imposta ao Syncrude Canada em 2008, quando mais de 1.600 patos morreram após aterrissar em um lago de rejeitos. Em comparação, a Petro-Canada foi multada em $ 290 mil pelo vazamento do Terra Nova, que matou 10 mil aves.

“Matar 10 mil aves marinhas é uma grande questão ambiental e a multa deve levar isso em conta”, disse Fraser.

Scott Tessier, diretor-geral do Conselho de Petróleo Offshore do Canadá e Terra Nova e Labrador, disse que nenhum derramamento de óleo foi encontrado na água nos dias que seguiram o acidente, o que significa que o petróleo provavelmente se deteriorou a ponto de não poder mais ser limpa.

A comissão está agora se concentrando no monitoramento da vida selvagem e na investigação do incidente.

Os operadores da indústria offshore de Newfoundland são responsáveis ​​por respeitar seus próprios planos de segurança e proteção ambiental. O regulador monitora e investiga conforme necessário.

Trevor Pritchard, vice-presidente sênior da Husky Energy na Atlantic Canada, assegurou que sua equipe seguiu os planos e procedimentos da empresa e que a empresa estava investigando as causas do mau funcionamento do equipamento.

A indústria petrolífera canadense

No Canadá, as areias betuminosas de Alberta representam a maior reserva de petróleo bruto do país, embora também haja grandes depósitos de petróleo bruto na costa atlântica do Canadá. As atividades relacionadas ao petróleo bruto incluem exploração, perfuração, produção e processamento preliminar de petróleo, além do armazenamento e transporte de petróleo.

  • O Canadá é o quarto maior produtor e o quarto maior exportador de petróleo do mundo.
  • 98% das reservas comprovadas de petróleo do Canadá vêm das areias betuminosas.
  • 99% das exportações de petróleo bruto do Canadá vão para o mercado dos EUA.
  • As emissões de gás de efeito estufa por barril de óleo de areias betuminosas caíram mais de 29% desde 2000.
  • As areias betuminosas foram responsáveis ​​por 64% da produção de petróleo do Canadá em 2017, ou 2,7 milhões de barris por dia, sete projetos de mineração em Alberta produziram mais de 1,25 milhão de barris por dia.

Considerações ambientais

As areias betuminosas do Canadá enfrentam muitos desafios ambientais relacionados à conservação do ar, da água e do solo do Canadá.

Gases com efeito de estufa

As areias betuminosas representam 9,9% das emissões totais de gás efeito estufa do Canadá e 0,1% das emissões globais. De 2000 a 2016, a intensidade das emissões de areias betuminosas diminuiu em aproximadamente 29% devido a melhorias na tecnologia e eficiência, redução das emissões de escape e redução do percentual de betume bruto convertido em petróleo bruto sintético.

Água

A gestão da água é um grande desafio no processo de extração de areias betuminosas. A mineração consome 2,5 barris de água doce por barril de betume, enquanto a mineração in situ consome uma média de 0,21 barris de água doce por barril de betume.

Os produtores de areias betuminosas reciclam cerca de 80 a 95 por cento da água que utilizam nas minas estabelecidas e cerca de 85 a 95 por cento da água utilizada na extração in situ.

Porém, infelizmente acidentes acontecem podendo contaminar a água, matando animais marinhos. A água e a fauna é o que há de mais precioso.

Solo

O desenvolvimento de areias betuminosas está sujeito a alguns dos padrões ambientais mais rigorosos do mundo. O governo de Alberta exige que as empresas limpem e reabilitem 100% da terra da extração de areias petrolíferas, isso significa que o ecossistema autossustentável do solo é restaurado, incluindo a flora e a fauna locais.

Exportação

O Canadá produz mais petróleo do que consome. Como resultado, o Canadá é um grande exportador de petróleo bruto.

Em 2017, o Canadá era o maior fornecedor estrangeiro de petróleo bruto para os Estados Unidos, respondendo por 43% das importações de petróleo bruto dos EUA e 21% da oferta de refino.

O Canadá exportou 3,3 milhões de barris por dia para os Estados Unidos em 2017, respondendo por 99% de todo o petróleo bruto canadense e exportações equivalentes.

O Canadá possui uma extensa rede de 840.000 quilômetros de oleodutos que fornecem petróleo bruto para as refinarias do Canadá e dos EUA. A capacidade atual de oleodutos no oeste do Canadá é estimada em aproximadamente 3,9 milhões de barris por dia.

Devido à natureza regional dos mercados de refinarias do Canadá, o Canadá também importa petróleo bruto.

As importações canadenses de petróleo bruto e equivalentes vêm de muitos países.

O petróleo bruto do Canadá e as importações equivalentes em 2017 vieram dos seguintes países: Estados Unidos, 61%; Arábia Saudita, 12%; Azerbaidjão, 6%; Noruega, 5%; Nigéria, 4%.

Petrolíferas canadense

  • Axco
  • Canadian Natural Resources
  • EKO
  • Enbridge
  • EnCana
  • Esso
  • Husky Energy
  • Imperial Oil
  • Irving Oil
  • North Atlantic Petroleum
  • Olco
  • Petro-Canada
  • PetroKazakhstan
  • Pétroles Cadeko
  • Pétroles Therrien
  • Shell Canada
  • Sonerco
  • Suncor Energy
  • Syncrude
  • Talisman Energy
  • Ultramar Diamond Shamrock

Energia renovável

Atualmente, as fontes de energia renovável respondem por cerca de 17% do fornecimento total de energia primária no Canadá.

A energia eólica e solar são as fontes de eletricidade que mais crescem no Canadá.

A principal fonte de energia renovável do Canadá vem da movimentação de água. A capacidade da energia eólica tem crescido constantemente nos últimos 10 anos.

Hidroeletricidade

A água em movimento é a maior fonte de energia renovável no Canadá e representa 58% da geração de eletricidade do Canadá. De fato, em 2016, o Canadá foi o segundo maior produtor de hidroeletricidade do mundo.

Biomassa

A biomassa é uma fonte de energia renovável derivada de organismos vivos ou seus subprodutos. A biomassa representa a maior parcela da produção de energia renovável na OCDE, com 36%. No Canadá, essa proporção sobe para 23%, a segunda maior após a hidroeletricidade (68%).

Existem 111 instalações de eletricidade e cogeração com capacidade de pelo menos 1 MW usando biomassa para gerar eletricidade. Juntos, eles representam uma capacidade total de aproximadamente 2.745 MW. Existem também 364 projetos biotérmicos, dos quais 70% têm capacidade inferior a 1 MW. Estabelecimentos, incluindo escolas e hospitais, são o mercado mais estável de energia biotérmica no Canadá.

Energia eólica

A energia eólica é uma das fontes de energia elétrica que mais cresce no mundo e no Canadá. A energia eólica é responsável por 5% da geração de eletricidade do Canadá.

Energia solar fotovoltaica

A energia solar refere-se à conversão de energia dos raios do sol em eletricidade. Os painéis solares fotovoltaicos estão rapidamente se tornando uma tecnologia econômica para o aproveitamento da energia renovável do sol.

Biocombustíveis líquidos

Os biocombustíveis líquidos são combustíveis melhorados derivados da biomassa que podem estar na forma líquida, como etanol ou diesel renovável. Os biocombustíveis líquidos são misturados com gasolina e diesel convencional e ajudam a reduzir as emissões de gases de efeito estufa associados às misturas de combustíveis.

Incentivo

O Governo do Quebec oferece um desconto para compra ou arrendamento a pessoas físicas, empresas, organizações e municípios no Quebec que desejam comprar um veículo elétrico. Esse desconto pode ir até $ 8.000 para um novo veículo.

O número de veículos elétricos continua crescendo no Quebec

Mais de 35.000 veículos de turismo híbridos elétricos e plug-in estão registrados em Quebec e seu número está crescendo.

Exemplo à ser seguido

Reconhecida por sua produção de petróleo, a Noruega embarcou em uma mudança para a eletrificação do transporte que merece atenção, observa o cofundador da Équiterre e Coordenador Geral Assistente Steven Guilbeault.

A Noruega quer proibir, até 2025, a venda de carros a gasolina. Ele também pretende proibir o uso de carros no centro da cidade de Oslo entre 2025 e 2030. Este país está mostrando o futuro da mobilidade. Os carros elétricos respondem por quase 50% de todas as vendas de carros na Noruega. Este país escandinavo impõe duas sobretaxas aos compradores de veículos a gasolina, um relativo às emissões de gases do efeito estufa do carro, e o outro de acordo com o peso.

Além disso, Oslo, a capital da Noruega, tem cerca de 100 estações de metrô para uma população de cerca de 600.000 pessoas. Em comparação, Montreal tem 67 estações de metrô e Toronto tem 69.

Referências

O que você acha?

Alice Bessa Veloso

Written by Alice Bessa Veloso

Gosto de me comunicar de maneira criativa e ajudar imigrantes a melhor se integrarem na sociedade canadense. Conheço os grandes desafios ligados a imigração e estou disposta à compartilhar dicas e meus conhecimentos a fim de facilitar a integração dos recém chegados.