Um artigo publicado recentemente indica a importância do imigrante no crescimento de negócios de um país.

Nos Estados Unidos, imigrantes representam 27.5% dos empreendedores, sendo que representam apenas 13% da população. Surpreendentemente isso é mais que dobro das iniciativas de quem nasceu no país. E não para por aí, pois muitas dessas são histórias de sucesso. O artigo publicado pela Harvard Business school afirma que empresas de imigrantes tem desempenho melhor num período entre 3 a 6 anos. Além disso, crescem mais rapidamente e tem maiores chances de sobreviver a longo termo.

O motivo é a determinação

Os autores do artigo não tem dados conclusivos sobre o porquê dessa diferença. Entretanto, eles acredicam que a decisão de sair do seu país, deixar sua família e amigos para trás mostra uma característica muito maior em termos de determinação e tolerância entre os imigrantes. Apesar de ser óbvio que essas não são qualidades presentes em todos que imigram, são características frequentemente presentes em empreendedores.

Ter sucesso em um negócio nos dias de hoje requer uma mentalidade de “constante crescimento” (em tradução livre “growth mindset”). Pessoas com esse perfil não ficam estagnados. Pelo contrário, elas acreditam que sempre conseguem se superar, buscam estratégias novas e respeitam os comentários dos outros. Em contrapartida, quem tende a acreditar em talento inato e não se esforça para superar desafios, raramente são empreendedores.

Imigrantes tendem a ter uma forma de pensar semelhante. Quem toma a decisão de deixar tudo para trás em busca de algo melhor está acostumado a buscar mudanças na vida. Imigrar requer um alto nível de auto-confiança e na capacidade de tolerância com o incerto. E acima de tudo, na capacidade de se virar por conta própria e se adaptar ao meio.

Habilidade de adaptação

Empresas que não investem em inovação e que não se adaptam às mudanças tendem a ter seus produtos e serviços estagnarem e eventualmente desaparecer. Antes de tudo, o imigrante é obrigado a se adaptar à nova cultura e dominar o idioma do novo país se não quiser ser ignorado pelo mercado. Muitos imigrantes já tinham uma vida constituída nos seus países. Nesse meio tempo, muitos tinham bons empregos e uma renda estável. A adaptação pode ser um processo doloroso e difícil que não termina da noite para o dia.

Dharmesh Shah é fundador e CTO do HubSpot, uma plataforma de marketing digital em grande crescimento atualmente. Ele conta que logo após chegar nos Estados Unidos ele teve que investir em aulas para melhorar seu sotaque, mudar sua aparência e até mesmo mudar de nome para algo mais americano. Felizmente, o mercado tem enxergado o benefício em investir em imigrantes também. Empresas que contratam imigrantes com o tempo percebem como isso se tornou positivo, incorporando maior flexibilidade e receptividade no dia-a-dia da companhia.

Diversidade e inclusão

Ao incorporar imigrantes, as empresas trazem também valores e experiências diversificadas, aumentando o seu background e o know-how. Pesquisas mostram que, em princípio, a diversidade cultural está diretamente proporcional à melhoria da performance financeira da empresa. Em geral essa melhoria é motivada por times heterogêneos que tendem sempre a buscar resultados melhores.

Na realidade contratar imigrantes é só uma parte do problema. É preciso dar oportunidades iguais de participação e integração em todos os aspectos da empresa. Um imigrante sabe como é ser tratado como um “forasteiro”. Como brasileiros, em geral estamos em desvantagem por conta do idioma, mas não se limita a isso. Desconhecer referências culturais, figuras públicas e mesmo entender o senso de humor torna tudo um pouco ainda mais complicado. A integração nem sempre é algo evidente para o recém-chegado e que só tende a ficar mais complicado quando não é incluído em decisões e não pode compartilhar suas experiências.

Investindo em imigrantes

Confira alguns pontos interessantes quanto a contratar imigrantes.

Invista em imigrantes

Contratar imigrantes pode não ser muito simples. Pra começar, é preciso que o candidato tenha um visto válido. Estudantes tem um limite de horas semanais e isso nem sempre se aplica a todos os períodos dos cursos. Quem vem como visto de turista também não pode trabalhar. As empresas tem o direito de solicitar um visto de trabalho para seus candidatos se a vaga e os requisitos atenderem a um certo grupo de requisitos. Mesmo assim, pode ser um processo demorado e caro.

Experiência internacional

Quem imigra de outro país já traz consigo a experiência de um outro mercado. Isso pode ser uma grande vantagem para o empregador, especialmente se os clientes potenciais da empresa tiverem relação com o país de origem do candidato. Mesmo que o candidato não esteja diretamente ligado a um departamento de vendas, o conhecimendo da realidade local pode trazer grandes insights para o desenvolvimento de produtos e a melhoria dos serviços prestados.

Domínio de outros idiomas

Imigrantes tendem a adotar táticas para se integrar mais facilmente ao mercado local. Mudar de nome, ocultar experiências profissionais e acadêmicas em outros países são estratégias bem comuns que buscam uma melhor colocação em processos de seleção. É importante, porém, não ocultar o domínio de idiomas. Pessoas que falam diversos idiomas tem maior afinidade com resolução de problemas e tomadas de decisão. Pessoas bilíngües também tem maior poder de concentração e mais facilidade na execução de tarefas que demandam maior nível de atenção.

Capacidade de adaptação e flexibilidade

É fato que não é preciso ser imigrante para ser alguém bem sucedido, assim como ser imigrante não é sinônimo de ser alguém de sucesso. Entretanto, é importante identificar certas qualidades em canditatos. Pessoas que não se sentem desencorajadas em frente a desafios, estar sempre atrás de novos objetivos, que são capazes de mudar de carreira ou de setor de atuação e ter sucesso são alguns desses sinais. Casos de superação pessoal também devem ser levadas em consideração, bem como não se sentir intimidado por tarefas complexas e desconhecidas.

Nem tudo são flores

É preciso tomar cuidado ao contratar muitas pessoas com o mesmo perfil. Investir em imigrantes é interessante também pela diversidade de experiências. Entretanto, junto com a diversidade existem também a possibilidade de toxicidade de ideias. Por mais contraditório que pareça, a xenofobia e a eugenia existem mesmo entre imigrantes morando em outros países. Pode acontecer de grupos que compartilham de preconceitos semelhantes começarem a se formar na empresa, atacando outros funcionários ou mesmo indo de encontro aos ideais da empresa.

Artigo traduzido livremente e baseado no original: https://hbr.org/2018/10/research-shows-immigrants-help-businesses-grow-heres-why

Masaru Hoshi

Written by Masaru Hoshi

A última coisa que você vai imaginar olhando pra cara dele é que ele é japonês. Engenheiro de software e co-fundador do Canada Agora. Mora no Canadá desde 2008 e é um apaixonado por viagens.

Deixe uma resposta