Ser e estar são duas palavras diferentes que definem dois estados distintos. Enquanto ser compreende um estado de essência, estar é um estado temporário que varia conforme as fases da vida. Como resultado, o ser humano parece ter a necessidade de criar rótulos para si ou para os seus semelhantes. Acima de tudo, rótulos sociais são fachadas que aprendemos a adotar ao longo de nossas vidas para nos sentirmos mais confortáveis e seguros. Mas, até quando os rótulos que assumimos acabam definindo nossos papéis na sociedade?

Rótulos e papéis

Neste programa, Masaru HoshiLindoberg Gonçalves e Andrea Zotelli conversando sobre rótulos e papéis. Quando acabamos nos tornando algo que define nosso papel na sociedade? Nascemos rotulados? Por fim, rótulos são para sempre?

Entre em contato conosco!

Você se identificou com esta história? Teve uma experiência parecida ou muito diferente? Tem uma percepção diferente da nossa? Então mande sua história, críticas, elogios, sugestões e caneladas para [email protected].

Serviços Recomendados

Podeixar

Written by Podeixar

O PoDeixar é o melhor programa sobre o dia-a-dia e a vida no Canadá em português. Criado por Masaru Hoshi e Lindoberg Gonçalves, dois brasileiros que vivem no Canadá e que adoram papo furado, o PoDeixar traz todas as semanas cultura, entretenimento, informação de maneira descontraída, agradável e irreverente, falando sobre assuntos variados sobre o dia-a-dia e a curiosidades da vida no Canadá.

4 Comentários

Deixe um Comentário
    • Rapaz, a melhor parada que eu vi desses garrafões (e talvez a mais lógica) foi um que tu não precisa virar. O garrafão fica embaixo do bebedouro e tem um cano que tu coloca dentro dele. A água vem pela pressão. Nada mais seguro 😀

  1. Meu filho quando nasceu, minha esposa me disse uma vez, ” Estou pensando em parar de trabalhar para ficar com o nosso filho”.
    Minha resposta. Amor minha mãe criou 4 filho trabalhando tira isso da sua cabeça, o dinheiro que você ganha faz diferença na educação dele, e hoje ela mesmo fala foi a melhor coisa que ela fez.
    Mas aqui no RJ não tem muito disso, muitas mãe voltam normalmente, mas sei que é difícil,logico que ficar com o filho é o melhor dos mundos, mas pra nossas carreiras temos que voltar a trabalhar e nossos filhos vendo os dois trabalhando eles crescem com uma cabeça mais aberta.

    • Esse lance de filhos terem que ir pra escola tão cedo eu acho muito injusto. As crianças (e os pais) deveriam aproveitar essa fase e realmente desenvolver uma ligação. Pô! Exatamente quando as crianças começam a ter noção do mundo à volta delas é que a gente as manda pra escola. Eu concordo que socialização é uma parte essencial do ser humano, mas eu acho muito duro fazer isso tão cedo.

Deixe uma resposta