inglês

,

Quero imigrar para o Canadá e não falo inglês bem… E AGORA?

Quero imigrar para o Canadá e não falo inglês bem… E AGORA?

Um dos maiores empecilhos para quem quer imigrar é a falta de proficiência na língua inglesa. Esse é um problema que afeta os futuros imigrantes de diversas formas, porque mexe com a autoestima de pessoas que são, muitas vezes, extremamente bem sucedidas em sua área de atuação, mas nunca conseguiram alcançar um bom nível de inglês. Em minha própria experiência como imigrante, já conheci pessoas que tinham um medo tão grande de fracassar no aprendizado do idioma que acabaram desistindo  de realizar o sonho de imigrar para o Canadá.

A maioria dos alunos que se julgam incapazes de aprender inglês são aqueles que jogam a toalha após apenas um ou dois meses de aula. Para dominar um idioma é preciso muita persistência e paciência, pois você estará mergulhando em um mundo completamente novo, que involve muito mais do que apenas regras gramaticais. Você vai aprender uma nova cultura, que possui uma lógica completamente diferente da sua e isso leva tempo.

A verdade é que há sim pessoas que possuem uma maior dificuldade para aprender uma língua, mas nada que não seja remediável com um pouco de disciplina e esforço. Para isso, é importante ser realista e não criar metas e expectativas que serão impossíveis de serem alcançadas.

Mesmo que você não tenha dificuldades, o fato de ter que começar a aprender algo novo ‘do zero’ assusta um pouco e dá um frio na barriga. O importante é não desanimar e entender que diversas pessoas passaram pela mesma situação que a sua, mas obtiveram sucesso. Talvez o seu projeto de imigrar vai levar um ano, um ano e meio a mais para ser concretizado, mas isso não significa que você não será capaz de conseguir realizar o seu sonho.

No post de hoje, eu irei compartilhar 5 estratégias essenciais para que você consiga evoluir na aprendizagem da língua inglesa no menor tempo possível. São estratégias que eu mesma adotei para meus estudos quando precisei melhorar o meu nível de francês para o processo de imigração para o Québec e que funcionaram muito bem pra mim, e também tem funcionado para os meus alunos.

1- Faça aulas particulares individuais

Se você precisa aprender inglês em um curto período de tempo, o ideal é que você faça aula sozinho. Por melhor que seja o professor, estudando com um grupo você irá demorar muito mais tempo para avançar. Na aula particular, você terá acesso um conteúdo muito mais customizado e a oportunidade de focar em suas necessidades e dificuldades. Contudo, escolha bem o profissional ou curso que irá contratar. Não caia no papo de instituições que prometem fluência na língua em 6 meses ou um ano. Ninguém fica fluente em um idioma começando do zero, ou quase do zero, em um período tão curto de tempo.

2- Exponha-se o máximo possível ao idioma 

Tente incluir o inglês em sua rotina à sua maneira. Assista a filmes e séries em língua inglesa sempre com legenda em inglês. Escute música e acompanhe a letra, de preferência, tente cantar junto. Troque o idioma do seu celular para o inglês, e aprenda vocabulário relacionado à tecnologia naturalmente. Favorite sites de notícias em inglês. Quando estiver na academia ou dirigindo, ouça podcasts em inglês. Faça amizades online com falantes do idioma. Se você tem um amigo que também está aprendendo o idioma, combine de trocar mensagens apenas em inglês. Eu poderia citar mais algumas dezenas de formas que você pode encontrar para mergulhar fundo na língua, no entanto, o mais importante é que você descubra aquelas que funcionam melhor para você.

3- Interaja com outros aprendizes

Há uma crença generalizada de que apenas podemos aprender com quem é uma autoridade em uma determinada disciplina. No entanto, a minha experiência como membro de grupos de alunos de inglês no Facebook e Whatsapp, me mostrou que a troca de conhecimento entre aprendizes pode ser uma experiência absurdamente enriquecedora e motivante! Nessas comunidades, além de postarem notícias, vídeos e materiais didáticos, os alunos também compartilham suas dúvidas, que são prontamente respondidas por outros participantes, e falam sobre suas experiências com a aprendizagem do idioma. O que tenho visto é uma interação contagiante que em boa parte das vezes resulta em histórias de sucesso, como as de alunos que passaram em exames de proficiência graças às dicas sobre a prova que obtiveram de participantes dos grupos e aos materiais fornecidos por eles.

4- Estabeleça metas

Para que você tenha mais motivação para os estudos, você precisa estabelecer uma meta concreta para a aprendizagem da língua! Quando pergunto a alunos em suas primeiras aulas: ‘Qual o seu o objetivo?’ eu costumo ouvir sempre as mesmas respostas: ‘Ficar fluente em inglês’ ou ‘Melhorar a minha fala.’ Todos queremos alcançar o máximo de conhecimento quando começamos a estudar alguma coisa, mas como é que você consegue alcançar o topo? Step by step, right? Assim, estabeleça objetivos menores que sejam mais focados no processo do que no resultado final. Por exemplo, se o seu “objetivo” é melhorar os seus reading skills,  você pode se comprometer a ler uma notícia de jornal por dia durante um período de três meses. No final deste período, você pode se autoavaliar e tentar perceber se houve progresso na compreensão das notícias. Se o seu objetivo é melhorar os seus writing skills você pode estabelecer como meta escrever uma essay sobre o seu final de semana toda segunda-feira a noite e/ou escrever sobre seus planos para o final de semana às quintas e por aí vai.

5- Crie uma rotina para os estudos  

Não adianta apenas fazer aulas e não estudar por conta própria! A aprendizagem é um processo lento e gradual que requer repetição e treino. Por isso, estabeleça dias e horários nos quais você irá se dedicar aos deveres de casa ao invés de deixá-los para quando você “tiver tempo”.  Quando mais disciplinado você for, mais você evoluirá. Neste caso,  também é preciso uma boa dose de realismo:  não adianta estabelecer que você irá estudar todos os dias da semana durante 4 horas, pois com trabalho e família, isso dificilmente irá acontecer. Mais valem 30 min diários de prática do que nada.

What do you think?

0 points
Upvote Downvote

Total votes: 0

Upvotes: 0

Upvotes percentage: 0.000000%

Downvotes: 0

Downvotes percentage: 0.000000%

Written by Soraya Quirino

Soraya Quirino

Professora de inglês especialista em exames internacionais, atua na área de educação há 14 anos e não consegue se imaginar fazendo outra coisa. É proprietária e professora da Achieve Exams, curso preparatório para IELTS e TOEFL. Apaixonada por idiomas, vinho e gastronomia, curte viajar para fazer novas descobertas nestas áreas. Sobreviveu ao Rio de Janeiro e agora mora em Montreal, com seu marido e linda cadelinha, desde setembro de 2016.